All for Joomla The Word of Web Design
FacebookTwitterLinkedInRSS FeedPinterest Pin It

SPTrans acompanha entrega de ônibus elétricos em Santiago, no Chile

SPTrans
Ferramenta
Tipografia
  • Menor Pequeno Medio Grande Maior
  • Padrao Helvetica Segoe Georgia Times

O presidente da SPTrans, Paulo Cézar Shingai, e o gerente de Inspeção e Auditoria Técnica, Gerson Dessia, fizeram parte de uma delegação que realizou visita a  Santiago, capital do Chile, em convite efetuado pelas autoridades governamentais e de transporte daquele país.

 A viagem de dois dias, 12 e 13 de dezembro, contou com visita a duas garagens da empresa que opera os veículos elétricos em Santiago, a METBUS, além da participação na cerimônia de entrega dos 100 ônibus elétricos, ocorrida na Elipse del Parque O’Higgins, na capital chilena, que contou com a presença do presidente Sebastian Piñera e outras autoridades. 

Para o presidente da SPTrans foi oportuno verificar que São Paulo está no caminho certo ao investir em um transporte cada vez mais eficiente, de emissões zero. Ele avalia que ao receber 100 ônibus elétricos, Santiago mostra que é possível e viável a operação com este tipo de veículo. 

sptrans chile 02

Ressaltando, que no dia 10 de dezembro, São Paulo recebeu os primeiros ônibus elétricos que circularão na linha 6030/10 Unisa-Campus1/Terminal Santo Amaro, operada pela Transwolff. Isso destaca a importância de acompanhar iniciativas semelhantes em outras grandes cidades, como na capital chilena, que realizam testes com dois ônibus elétricos há um ano e iniciará a operação comercial com veículos do tipo ainda em dezembro deste ano. 

Diferente da cidade chilena, o projeto de eletromobilidade de São Paulo deve se tornar referência internacional pelas características e pelo gigantismo da cidade, tendo em vista que São Paulo tem 12 milhões de habitantes, ao passo que Santiago possui 5,6 milhões e todo o Chile, 18 milhões.

Durante as visitas técnicas, em Santiago, o presidente da SPTrans teve acesso a informações técnicas sobre a operação desses veículos, como dados sobre manutenção, utilização de bateria, vandalismo, fornecimento de energia e tempo de recarga.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa - SPTrans - 19.12.2018