FacebookTwitterLinkedInRSS FeedPinterest Pin It

Urbi-SP e a Campanha #VACINA JÁ

Empresas
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Ontem (19), a equipe do Portal do Ônibus visitou a garagem da Transwolff, no bairro do Socorro, zona sul de São Paulo. Ao contrário do que costuma desenvolver, desta vez, a atividade não contemplou a apresentação e nem descrição detalhada das características de nenhum veículo. Na verdade, o objetivo da visita foi para, mais uma vez, se solidarizar à campanha #VacinaJá para todos os motoristas. Desde o início da campanha há cerca de um mês mais ou menos, o Portal tem apoiado e, sempre quando possível, aberto espaço para ressaltar e fortalecer a ideia da necessidade e da urgência da viabilização desta campanha. Diariamente temos observado o crescente número de mortes, também acompanhamos a demanda de ocupação de leitos que teve seu limite máximo ocupado 100% em algumas regiões, vimos o colapso do setor de saúde no atendimento da demanda devido ao alto índice e a rapidez de disseminação do vírus nesta segunda onda. O número de mortes diárias é assustador e, no setor de transporte, não tem sido diferente. Por isso, a equipe do Portal do Ônibus considera fundamental evidenciar uma vez esta discussão, fazendo os apontamentos necessários para elucidar a urgência desta campanha.

Texto: Dorival Nunes Bezerra

vacinaja urbsp 05

Dorival Nunes Bezerra (à esquerda) entrevista Nivaldo Azevedo, assessor especial da URB-SP 

A atividade teve a participação do Sr. Nivaldo Azevedo, assessor especial da Urbi-SP (Associação das Empresas de Mobilidade e Transporte Coletivo de São Paulo) que explicou detalhadamente os motivos pelos quais este calendário de vacinação precisa ser tão necessário e urgente para esta categoria. Um dos pontos mais importantes, reforçado várias vezes durante a conversa foi o fato de o motorista “estar na linha de frente” exposto a todo tipo de possibilidade de contaminação no desenvolvimento de sua tarefa. Durante a explanação, Nivaldo falou sobre o atendimento aos protocolos sanitários – para garantir o mínimo de proteção -, discorreu sobre números de afastamentos e óbitos, comentou sobre os impactos desta situação que podem chegar a inviabilizar a operação dos veículos na demanda autorizada pelos órgãos gestores, por falta de condutores - “quando um motorista passa mal e vai ao médico, no outro dia aparece com atestado de no mínimo 10 dias. O problema é que quase todo dia tem motorista se afastando, pois a quantidade de infectados não para de crescer. Alguns se recuperam num prazo relativamente curto, mas há outros cujo processo de recuperação é longo, porque ficaram entubados e, consequentemente, vão precisar de mais tempo para estar em condições de voltar à operação”- disse Azevedo.

vacinaja urbsp 02

 Campanha da Viação Metrópole Paulista na zona leste de São Paulo

Embora a campanha seja #vacinação já para todos os motoristas, uma vez que o motorista é o cerne do transporte coletivo do modal ônibus, vale destacar ser imprescindível a ampliação da vacina para outras categorias que ajudam a compor o setor de transporte (mecânica, funilaria, elétrica, limpeza, administração, considerados suporte operacional dentro da garagem), pois antes da operação que acontece do lado de fora da garagem, existe todo um serviço (oculto para a maioria da população) realizado dentro dela para garantir uma prestação de serviço com eficácia, conforto e segurança. Não se pode esquecer o fato do veículo sair e ser recolhido para garagem no final do seu turno e aí, outras pessoas também acabam por ficarem expostas a uma possível contaminação.

vacinaja urbsp 03

 Viação Campo Belo fez campanha zona sul de São Paulo

Nivaldo terminou o diálogo fazendo um apelo às autoridades: “eu sei que a demanda é grande, que a urgência é pra todos, mas olhem pra categoria dos motoristas, pro pessoal do transporte coletivo de modo geral com a atenção que eles merecem. O transporte é considerado serviço essencial, sendo assim, ele garante a realização de outros serviços e pra manter a operação, garantir o desenvolvimento da economia, precisamos de profissionais saudáveis. Queremos clareza nos critérios de seleção de imunização. Entendemos que o pessoal da ferrovia e do metrô também fazem parte do setor, (sendo os agentes de estação os mais expostos à contaminação), porém, no caso dos condutores,  a exposição é menor, pois eles ficam isolados em cabines, já o motorista de ônibus não: ele está ali, o tempo todo, na interação direta com o passageiro. Neste momento, a vacina é a alternativa mais eficaz no combate deste vírus, ainda que se precise de tempo para nos certificarmos se bastarão estas duas doses ou se precisaremos de doses contínuas (como no caso de gripe). Mas já que existe a possibilidade de imunização, que o transporte coletivo, (principalmente os motoristas) seja contemplado o mais breve possível” – concluiu.

vacinaja gatusa 03

 Viação Gatusa reforçou a campanha nos Terminais: Santo Amaro, Bandeira e Pinheiros

Enquanto desenvolvíamos esta pauta, governo e sindicato estavam reunidos discutindo sobre o tema, pois uma deflagração de greve por parte do setor havia sido anunciada.

vacinaja 02

Todas as empresas unidas para uma única causa: A vacinação imediatada daqueles que transportam vidas diariamente.

Ao fecharmos esta redação, tínhamos já a decisão de suspensão da greve devido a um acordo firmado entre Sindmotoristas e governo. Este apresentou uma proposta de imunização (com as mesmas características da já anunciadas para outros setores – vacinação a partir de uma faixa etária), num documento assinado pelas partes que definiram a criação de um grupo de trabalho constituídos por seus membros para subsidiar esta questão. Consta, também, no documento, a promessa do governo de até quinta-feira (22/04), definir as datas de início de vacinação. Embora constasse no documento a promessa do governo de até quinta-feira (22/04), definir as datas de início do processo de imunização, agora há pouco, numa coletiva, o governador apresentou o calendário e marcou para 18 de maio a data inicial da vacinação para motoristas e demais integrantes do setor de transporte.

vacinaja urbsp 06