A Prefeitura de São Paulo anuncia que a tarifa básica do transporte público coletivo por ônibus passará dos atuais R$ 4,00 para R$ 4,30, a partir do dia 7 de janeiro de 2019. O percentual de aumento é baseado na inflação acumulada dos últimos três anos, de acordo com o IPC-Fipe, de 13,06%. Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$ 3,80, impactando significativamente o orçamento da Prefeitura. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$ 4,00. Agora, a Prefeitura realiza uma necessária adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema.

A história do Natal é tão antiga quanto a civilização. Apesar das várias contradições entre o que é comemorado e o que significava na essência do surgimento, o natal segue sendo uma das datas mais importantes das comemorações cristãs. Talvez por ter esta conotação religiosa, há sentimentos que afloram durante este período. Parece que a magia do natal enfraquece determinadas posturas (nem sempre tão agradáveis em algumas situações) e fortalece o sentimento de paz e amor entre as pessoas.  Alguns de seus costumes populares modernos típicos incluem a troca de presentes e cartões, a Ceia de Natalmúsicas natalinas, festas de igreja, uma refeição especial e a exibição de decorações diferentes, incluindo as árvores de Natalpisca-piscas,  guirlandasviscopresépios,sinos, enfim, uma gama de elementos que consolidam seu valor simbólico. E falando em valor simbólico, há uma figura popular que está diretamente associada a esta data e à entrega de presentes: o Papai Noel. Não nos deteremos aqui apenas no valor histórico-mitológico do personagem exclusivamente, mas enfatizaremos todos os símbolos/adereços e valores deste período que continuam em evidência nesta sociedade moderna. Os enfoques serão dados no ônibus (elemento essencial de deslocamento num grande centro urbano e suas decorações natalinas) e também nas experiências vividas pelos operadores, enquanto personificam a figura do Papai Noel.

CET na contramão da mobilidade. Com a liberação de uma faixa para os veículos no sentido centro da Av. Celso Garcia / Rangel Pestana, o tempo das viagens dos ônibus mais que dobraram.

No último sábado (21), a Companhia de Engenharia de Tráfego da cidade de São Paulo - CET desativou o corredor exclusivo de ônibus no contra fluxo das Avenidas Celso Garcia e Rangel Pestana e transformou em faixa exclusiva para ônibus no período das 6 as 10h.

Motoristas das linhas intermunicipais, 176 – GRU - Cocaia/Jd. Adriana / SP - Metrô Armênia, 250 – GRU - Jd. Itapoã / SP - Metrô Penha,  555 – GRU - Jd. Adriana / SP - Metrô Armênia, que ligam as cidades de Guarulhos e São Paulo, relatam medo durante as viagens à noite no trecho das Av. Salgado Filho, Av. Jovita, Av. Nova América e Rua Corypheu de Azevedo Marques.

A Via Ágil, em parceria com a Unimed Piracicaba e o apoio da Prefeitura Municipal, lança este mês a campanha “Outubro Rosa e Novembro Azul”. Pelo segundo ano consecutivo, um ônibus totalmente adesivado circulará nas principais vias da cidade. “Tivemos uma grande repercussão no ano passado e conseguimos divulgar essa importante campanha de prevenção. Esperamos o mesmo sucesso em 2018”, conta Carlos Joussef, presidente da Unimed Piracicaba.

Trólebus de 15 metros com a nova identidade visual do sistema estrutural de São Paulo na 11ª BBF.

A frota atual é de 201 trólebus, composta por 99 = CAIO Millennium BRT - Padron 15m, 10 = CAIO Millennium BRT - Padron 12m,  78 = CAIO Millennium III - Padron 12m, 1 = CAIO Millennium II - Padron 15m, 1 = CAIO Milennium II - Padron 12m, 1 = Ibrava Trólebus - Padron 12m, e 11 = Busscar Urbanuss Pluss LF - Padron 12m.

Página 2 de 2