All for Joomla The Word of Web Design
FacebookTwitterLinkedInRSS FeedPinterest Pin It

BYD apresentou na Lat. Bus Transpúblico 2018 seu novo ônibus elétrico de piso alto com carroceria CAIO Induscar Millenium

Montadoras
Ferramenta
Tipografia
  • Menor Pequeno Medio Grande Maior
  • Padrao Helvetica Segoe Georgia Times

A BYD, líder global de vendas de ônibus elétricos, apresentou na Lat. Bus Transpúblico 2018, que aconteceu no período de 31/07 a 02/08, em São Paulo (SP), mais uma novidade da marca para o mercado Brasileiro, o ônibus Padron D9A com carroceria CAIO Induscar.

O chassis 100% elétrico, desenvolvido para aplicação urbana e rodoviária para carrocerias com até 13,2 metros de comprimento modelo piso alto, possui suspensão pneumática dianteira e traseira, o que proporciona maior conforto aos passageiros.

O motor BYD-2912TZ-XY está integrado em cada uma das rodas do eixo traseiro, contato com um módulo de controle eletrônico de tração. O chassi tubular não necessita alongamento para carrocerias até 13 metros e a estrutura é constituída por materiais de alta resistência a torção e flexão.

byd b9d 02

O modelo possui também freios a disco regenerativos com sistema ABS nas rodas dianteiras e traseiras, proporcionando maior segurança e autonomia ao veículo. A suspensão pneumática integral garante conforto aos passageiros e ao motorista e a coluna de direção regulável permite a regulagem de acordo com as características de cada motorista, melhorando assim questões de ergonomia.

O conjunto de baterias fica abaixo do assoalho na versão de piso alto, isso permite com que haja maior espaço interno em relação ao modelo com piso baixo que tem parte das baterias na área traseira e no teto. Os motores acoplados às rodas têm uma potência de 150 kW, que nos dois eixos somam 300 kW.

byd b9d 03

De acordo com o Vice-Presidente Sênior de Vendas de ônibus da BYD, Wilson Pereira, esta potência é bem significativa para um veículo urbano, mas o custo operacional é baixo. “Para se ter uma ideia, se formos fazer uma comparação, esta potência equivale a 420 cavalos de um ônibus a combustão, o que garante elevado desempenho operacional. Em rampas, por exemplo, os resultados são muito bons”. – garante. O tempo de recarga completa na garagem é de aproximadamente quatro horas e, em média, dependendo das condições operacionais, a autonomia das baterias é de em torno de 300 quilômetros.

O executivo ainda falou que a marca hoje tem oferecido o que chamou de “solução completa” na mobilidade elétrica por ônibus. A BYD também disponibiliza o ponto de recarga para cada ônibus e um pacote de aquisição de energia com custo prefixado que tem o kWh mais barato que para consumidores residenciais e até industriais.

Um pacote completo em estrutura de eletrificação A BYD proporciona aos seus clientes um pacote completo em estrutura de eletrificação, garantindo energia limpa, econômica e de fonte renovável.

byd b9d 04

O modelo de negócio consiste na construção de uma usina solar para geração de energia limpa, que será enviada para a rede elétrica. Esta energia é direcionada para o cliente, que ao adquirir sua frota de veículos elétricos (ônibus, caminhões, automóveis e vans) ou soluções logísticas (empilhadeiras, paleteiras e rebocadores) poderá abastece-los por meio dos carregadores BYD, tendo um preço de energia menor do que o oferecido pelo mercado cativo. Com este valor de energia, o custo operacional dos veículos elétricos é reduzido drasticamente.

Redução de poluentes locais Os ônibus elétricos representam um grande instrumento para a redução de poluentes locais e de gases causadores do efeito estufa. Na média, cada ônibus elétrico em operação urbana reduz cerca de 1,8 toneladas de CO2 equivalentes, o que representa o plantio de mais de 11 árvores ao ano, além de evitar a emissão local de 118,814 kg de NOX e 1,152 kg de material particulado, os dois maiores vilões para a saúde pública. Esses valores se referem a comparação aos ônibus diesel novos, Euro 5, com rodagem média de 6.000kms/mês.