Sidebar

20
Seg, Nov
1 New Articles

A empresa Ralip Transportes Rodoviários Ltda. passou a operar nesta segunda-feira (20) dez linhas de ônibus do sistema municipal de transporte público de Barueri. Os veículos são brancos com azul e verde De acordo com a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana, os itinerários, pontos de embarque e desembarque, valores tarifários, frequência de veículos e sistemas de integração permanecem sem alterações. A única mudança é na linha A215 Maria Helena / Terminal Barueri, que terá um prolongamento no percurso para atender o bairro Vila do Conde.

ralip 3087 01

Confira todas as linhas que passam a ser operadas pela Ralip:

  •  A112 - Terminal Barueri / Hospital Aldeia
  • A163 - Maria Cristina / Chácara Marcos
  • A164 - Terminal Barueri / Engenho Novo Circular 1 e 2
  • A165 - Terminal Barueri / Tupancy e São Luiz
  • A166 - Terminal Barueri / Califórnia Circular 1 e 2
  • A167 - Terminal Barueri / Jd. dos Altos
  • A168 - Jd. Itaquiti / Jd. Graziela
  • A215 - Maria Helena / Terminal Barueri
  • T172 - Terminal Barueri / Aldeia da Serra
  • T651 - Engenho Novo / Mutinga.

ralip 3093 01

Depois de um começo “Conturbado” em Blumenau, a VIAÇÃO PIRACICABANA, que no Município adotou o nome de’’BLUMOB’’, adicionará à sua frota municipal 104 novos ônibus, zero quilometro.

Pelo contrato, a Empresa, deve começar a operar com 104 ônibus novos, mas, a estimativa é que este número seja um pouco maior, já nos início das operações.

Do total, aproximado de 246 veículos, a Blumob contará com 4 Vans  para atendimento a pessoas com mobilidade reduzida.

Os Primeiros ônibus usados no transporte emergencial continuarão em operação, e devem ser reformados e pintados na cor Prata.

 O contrato de Operação, entre a Prefeitura e a Blumob, será de 20 anos.

Os ônibus que já estão em operação na cidade, terão que ter a idade máxima de oito anos de uso, e na medida em que forem completando o tempo terão que ser trocados por veículos zero quilômetro.

Os novos ônibus deverão entrar em operação em Julho/ 2017.

Segundo o Presidente da ‘SETERB’, Carlos Lange, os carros deverão contar com algumas “Facilidades” aos usuários como:

-Wi- Fi,

-Carregadores de Baterias

-Elevadores de acessibilidade, para usuários com mobilidade reduzida.

A frota terá 3 anos para ser substituída completamente,sendo que,foi acertado em contrato que deverá ser trocada 1/3 da frota por ano.

Os novos Ônibus foram produzidos pela Marcopolo e conta com os Modelos: Marcopolo Torino modelo 2014 sobre o chassi Volvo B270F, Torino 2014 Trucado sobre o chassi Scania K310IB 6x2 e as Marcopolo Sênior no chassi Mercedes- Benz LO-916 Blue Tec 5.

torinog7 blumob 9126 01

seniorg6 blumob 9709 01

torinog7 blumob 9180 01

A Ralip Transportes,está com novos Layouts para as Cidades de Araçariguama, e Pilar do Sul.

Até agora, apenas Pilar do Sul e Araçariguama estão com o padrão, em breve a frota da cidade de Tapirai também estará de cara nova. A pintura segue as cores da empresa, verde e azul, porém com fundo prata, e cada cidade tem seu nome escrito na lateral.

Em Barueri, as cores são a mesmas, porém com fundo branco e um redesenho do logo da empresa.

Ralip 2531 02

Ralip 2107 01

Ralip 2105 01

A Carbuss, a sucessora da Busscar Ônibus, está recebendo currículo para a nova Fabrica em Joinvile, Santa Catarina.

Os interessados podem enviar seu currículo por email, no seguinte site:

http://novabusscar.com.br/

Nesta segunda feira que os novos proprietários, assumiram formalmente aquela que já foi uma, das duas maiores fabricante de carroceria de ônibus do Brasil que já teve mais de sete mil funcionários na década de 80.

A nova empresa começara a contratar em 20 dias, profissionais nas áreas de: design, engenharia, manutenção, segurança patrimonial e administrativo.

A Carbuss produzirá carrocerias de ônibus rodoviários,e  a estimativa de a produção começar, é para o primeiro semestre de 2018. 

Um dos principais desafios da nova gestão é atualizar a antiga empresa com as novas regras do mercado em relação ao Euro 5  que já é obrigado no Brasil por ser menos poluente.

 As fabricas de chassis Volkswagen, Volvo e Scania só estão fabricando motor com a tecnologia Euro 5. Chassi esse que nunca foi utilizado na antiga linha de produção da Busscar.

 

Imagens da Buscar nos dias de Hoje 

fabrica 1

fabrica 2

fabrica 3

Foram entregues na manhã desta quinta feira, 25 novos ônibus para o município.Todos eles são da empresa CS Brasil Transportes, que pertence ao grupo JSL Transporte e Logística. 

O Modelo escolhido pela empresa é o Caio Apache vip IV sobre o chassi Volkswagen 17-230 OD Euro V.

A Prefeitura também anunciou um novo aplicativo para a Cidade: o Citta Mobi.

Com ele a população tem como saber em tempo real, onde está o ônibus da sua linha, acabando com a incerteza se o ônibus já passou ou não.

O aplicativo  já é utilizado em varias cidades de São Paulo.

O Citta Mobi, pode ser baixado na Play Store e na Apple Store,totalmente de Graça.

Com isso ,a Cidade de Mogi das Cruzes, passa a ser a cidade com a Frota mais nova de toda a Região do Alto Tiete. 

O governador Geraldo Alckmin entregou novos trens e sistema de sinalização CBTC com maior velocidade operacional e menor consumo de energia

Os usuários da Linha 5–Lilás do Metrô terão mais conforto e agilidade. Neste domingo (19), o governador Geraldo Alckmin entregou seis novos trens da frota P e o novo sistema automático de sinalização e controle CBTC. “Os novos equipamentos, que têm ar condicionado, vagões contínuos e câmeras de vídeo, trazem mais conforto para os passageiros”, disse Alckmin.

A nova frota passará por uma etapa de testes, funcionando no trecho Capão Redondo – Adolfo Pinheiro, aos domingos. Essa fase possibilitará a realização dos ajustes finais e aperfeiçoamento do mais moderno sistema de controle de trens. A expectativa é estender essa operação também aos sábados a partir de abril, chegando à operação plena, durante todos os dias da semana, em maio.

metro p 02

Com a entrada em operação da Frota P, os usuários terão à disposição trens modernos e mais confortáveis que contam com sistema duplo de ar-condicionado, portas mais largas que facilitam o embarque e desembarque, corredor de passagem entre os carros, câmeras de segurança e monitoramento, sistema de freios antideslizantes e antiderrapantes, iluminação LED, mapa dinâmico que mostra as estações percorridas, sistema de detecção e combate a incêndios, além de mensagens sonoras gravadas, que se adequam ao nível de ruído dentro do trem e regulam seu volume automaticamente.

Já o CBTC – que em português significa Controle de Trens Baseado em Comunicações – é um moderno sistema de sinalização e controle de trens, que possibilita a diminuição do intervalo de trens com maior velocidade operacional e menor consumo de energia. Este sistema é utilizado nas linhas 15-Prata do Metrô e 4-Amarela.

metro p 03

“A viagem é mais confortável, nós fomos na cabine e vimos que é impressionante. O operador do Metrô observa praticamente, o sistema é todo automatizado, passa de uma linha para outra, frenagem mais suave e viagem mais confortável. Reduz 7% o consumo de energia e reduz a distância entre um trem e outro de 37 para 17 metros”, explicou o governador.

O Metrô está ampliando a Linha 5-Lilás em mais 10 km com 10 estações. Para atender a nova demanda foram comprados os 26 novos trens da Frota P que vão se juntar aos seis da Frota F, que operam no trecho já existente de 9,3 Km e 7 estações, entre Capão Redondo e Adolfo Pinheiro.

metro p 04

As obras de ampliação estão concentradas na construção e acabamento das estações, além da instalação dos sistemas elétricos, sinalização e comunicação. São 5.500 pessoas envolvidas nos trabalhos. Todos os três túneis por onde passarão os trens já foram concluídos. Em julho deste ano deverão ser abertas as estações Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin, ficando as estações Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin para dezembro de 2017. Em 2018 será finalizada a estação Campo Belo, no meio da linha. Quando completa, de Capão Redondo a Chácara Klabin, mais de 780 mil pessoas serão transportadas diariamente.

Fonte: Assessoria de Imprensa do METRÔ - Campanhia do Metropolitano de São Paulo



Admiradores de meios de transporte antigos e modernos já têm programa gratuito marcado para o dia 26 de novembro próximo: a 11ª BusBrasil Fest, feira que exibe modelos novos e clássicos de ônibus de diversas empresas. Acompanhado de monitores, o público terá a oportunidade de explorar o interior dos coletivos e conhecer um pouco mais da história e das inovações presentes no mercado desse meio de transporte tão popular.
 
 
A Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU) estará presente por meio das concessionárias e permissionárias, expondo modelos que fizeram e fazem parte do dia a dia da população paulista. A SPTrans e outras empresas do país também participarão do evento que acontecerá em frente ao Estádio do Pacaembu, na Praça Charles Miller, em São Paulo, no período das 10h às 18h.
 
Entre os modelos metropolitanos serão apresentados ônibus de Serviço Comum (Básico, Básico BRT e Padron) e de Serviço Seletivo, Trólebus com bateria (que circula no Corredor ABD) e exemplar do Airport Bus Service.
 
 
A BBF – pioneira na América Latina – teve sua primeira edição no ano de 2001, recebendo forte aceitação e se consolidando nos anos seguintes como evento de grande magnitude voltado para o segmento de transporte coletivo sobre pneus. Em 10 edições, foram mais de 200 carros expostos e 20.000 visitantes – metade desse público só na última edição.
 
 
Assessoria de Comunicação - EMTU/SP

Na sexta feira ,15 de setembro de 2017, o governador Geraldo  Alckmin publicou a autorização para iniciar o processo de licitação para Operações de Ônibus Metropolitano.

A previsão inicial era que fosse realizado entre Dezembro de 2016 e janeiro de 2017,o que não ocorreu.

De acordo com a publicação oficial, o tempo de contrato com as empresas de ônibus será de 15 anos. Serão consideradas vencedoras as propostas que oferecerem o maior desconto em relação à tarifa de remuneração, que será estipulada nos editais.

A Licitação não será  só para a operação das linhas metropolitanas, mas também a manutenção de terminais e investimentos em expansão de linhas e também na bilhetagem eletrônica na região metropolitana, que hoje é de responsabilidade da Autopass, que gerencia também  o Cartão BOM.

O Modelo Atual de divisão de áreas será mantido, e acrescido  a área cinco ,  do ABC Paulista. Na região a um processo de recuperação judicial das empresas do empresário Baltazar José Souza, que impedia as tentativas de licitações anteriores.

Atualmente a frota de ônibus metropolitanos, com maior tempo idade, está no abc paulista com uma idade media de nove anos.

Com isso ,vários usuários reclamam do péssimo estado de conservação de alguns ônibus que prestam serviços.

O Decreto 62.821 de 14 de setembro de 2017 assinados pelo governador do estado poderá participar da licitação, consórcios ou empresas coligadas em Sociedade de Propósitos Específicos – SPE.

Empresa de fora dos Pais também poderão participar do processo licitatório para operação das linhas da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

Os editais também vão prever a possibilidade de arrecadação de receitas extra tarifárias, como com exploração dos terminais e publicidade. Para estas receitas, as empresas de ônibus poderão contratar prestadores de serviços.

A Partir de sábado, dia 23-09-2017, os usuários das linhas que circulam por Arujá, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano, com destino à região da Estação Brás do Metrô, na capital, contarão com um novo sistema de operação que proporcionará melhor mobilidade e maior fluidez ao transporte metropolitano.

As operações dos ônibus ficarão concentradas nos trechos com maior fluxo de passageiros, entre essas cidades do Alto Tietê e a região de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo. Aproximadamente 5.000 passageiros fazem esse trajeto por dia.

Entre São Miguel Paulista e o Metrô Brás, por onde circulam, em média, 1.500 pessoas diariamente, o atendimento será realizado por meio da integração entre as linhas metropolitana, SOMENTE com o Cartão BOM, sem qualquer custo adicional aos usuários.

Essa nova rede de transporte também propiciará nova opção de destino para moradores de Arujá e Itaquaquecetuba, e economia com a tarifa integrada entre as linhas intermunicipais.

O intervalo máximo para realizar a integração entre as linhas será de 180 minutos.

As Linhas:

075VP1 que tem como destino São Miguel Paulista será desativada e substituída pela linha 075TRO.

O ponto terminal da linha 075TRO será transferido da estação Brás do Metrô, para São Miguel Paulista, concentrando o atendimento no trecho de maior demanda de passageiros.

Para chegar ao Metrô Brás, os usuários poderão fazer a integração com a linha 076TRO, por meio do cartão BOM sem custo adicional.

A linha 076TRO terá seu ponto terminal transferido de Poá para Itaquaquecetuba, próximo à estação Manoel Feio, da CPTM.

Os usuários de Poá serão atendidos pela linha 589TRO e para chegar ao Metrô Brás deverão fazer a integração com a linha 076TRO, utilizando o cartão BOM.

A linha 144TRO, com destino ao Metrô Brás, será desativada e substituída pela 038TRO.

Para chegar ao Metrô Brás, os usuários de Mogi das Cruzes e Suzano, deverão fazer a integração com a linha 076TRO, por meio do cartão BOM.

A integração com a linha 076TRO proporcionará uma nova opção de transporte para o Metrô Brás aos moradores dos bairros Mirante, em Arujá, e Jardim Pinheirinho e Pequeno Coração, em Itaquaquecetuba.

Após intensos debates sobre mudanças na região, linha retorna com algumas alterações neste sábado, 26 de agosto.

Desde o dia 27/05, a região do Jd. Guançã, Vila Sabrina e Parque Edu Chaves, recebeu alterações no transporte de ônibus. Uma delas foi a extinção da linha 2175/10, que ligava o Jd. Guançã a Praça da Sé de maneira circular.  

Em troca, as linhas 2033/10 - Jd. Guançã x Term. Rod. Do Tietê & 213E/10 - Pq. Edu Chaves x Metrô Belém entraram em operação para suprir trajetos e deslocamentos da região. 
De imediato, os moradores não ficaram satisfeitos com as alterações propostas na região e em sequência, e após diversos debates e encontros entre empresa operadora (Sambaiba Transportes Urbanos), munícipes e órgão gestor (SPTrans), chegaram ao consenso do retorno da linha 2175/10 de maneira reformulada. 
As principais mudanças está nos posicionamentos de seus pontos iniciais e finais. A linha terá ponto inicial no Pq. Edu Chaves (Juntamente com a linha 701A, na Rua Rei Alberto) e seu ponto final será no Term. Parque Dom Pedro (Plataforma 0).
Destaque também para o trajeto que se tornará mais objetivo em relação ao antigo.
A linha continua atendendo o Jd. Guançã após a Vila Sabrina, em uma de suas principais vias, a Avenida Ten. José Jerônimo de Mesquita. Na região central, a linha deixará de atender a Rua Silva Teles e passará a circular pela Avenida Celso Garcia.
A SPTrans divulgou apenas o horário de operação da linha que vai das - 04:30 as 23:50  ida - & - 05:10 as 00:30 volta - nos dias úteis aos sábados, das - 04:30 as 23:55 ida - & - 05:15 a 00:30 - volta.
A linha não funcionará aos domingos. Ainda não foi divulgado os horários de maneira detalhada da linha.

Vale ressaltar 3 principais pontos em meio a situação:
1) A participação popular intensa em todos os encontros, mostrando as dificuldades encontradas após as mudanças e quais melhorias esperavam com a volta da linha.
2) A disponibilidade da empresa em atender as exigências feitas pela população e definidas pelo Órgão Gestor.
3) O reconhecimento do órgão gestor de que tais mudanças, não foram benéficas e a rapidez no processo de reativação da linha.

Conheça o novo Itinerário:
Ida: Rua Rei Alberto, Rua Liliental, Rua Carlos dos Santos, Rua Carlos Malcher, Rua Rei Alberto, Av. Roland Garros, Av. Edgard Ruzzant, Rua Jota Carlos, Rua José Anildo da Mata, Av. Milton da Rocha, Pça. Lourenço Bellis, Av. Milton da Rocha, Pça. Ângelo Conti, Rua Francisco Franco Machado, Rua Min. Carvalho Mourão, Rua dos Gauleses, Av. Tte. José Jerônimo de Mesquita, Rua Soldado Alcebíades Bobadilha da Cunha, Rua Soldado Almandio Goering, Rua Sebastian Bach, Av. Mal. Argolo Ferrão, A. Manuel Antonio Gonçalves, Av. das Cerejeiras, Rua Araritaguaba, Av. Guilherme Cotching, Pte. Pres. Jânio Quadros, Av. Guilherme Cotching, Rua Juvenal Gomes Coimbra, Av. Ariston de Azevedo, Rua Catumbi, Pça. Gen. Humberto Souza Mello, Rua Marcos Arruda, Av. Celso Garcia, Av. Rangel Pestana, Lgo. da Concórdia, Viad. Do Gasômetro, Rua do Gasômetro, Viad. Diário Popular, Term. Pq. D. Pedro II (Plataforma 0).
Volta: Term. Pq. D. Pedro II (Plataforma 0), acesso, Viad. Vinte e Cinco de Março, Av. Rangel Pestana (Baia Central), Viad. Mto. Alberto Marino, Av. Rangel Pestana, Av. Celso Garcia, Rua São Leopoldo, Rua Dr. Ubaldino do Amaral, Rua Saldanha Marinho, Rua Catumbi, Rua Jequitinhonha, Av. Guilherme Cotching, Pte. Pres. Jânio Quadros, Av. Guilherme Cotching, Rua Araritaguaba, Av. das Cerejeiras, Av. Manuel Antonio Gonçalves, Av. Mal. Argolo Ferrão, Rua Sebastian Bach, Av. Tte. José Jerônimo de Mesquita, Rua dos Gauleses, Rua João de Carvalho, Av. Manuel Antonio Gonçalves, Rua Min. Carvalho Mourão, Rua Francisco Franco Machado, Av. Milton da Rocha, Pça. Lourenço Bellis, Av. Milton da Rocha, Rua José Anildo da Mata, Rua Jota Carlos, Av. Edgard Ruzzant, Av. Roland Garros, Rua Rei Alberto. 

Por: Fábio Trindade
São Paulo, 25 de agosto de 2017

Motoristas das linhas intermunicipais, 176 – GRU - Cocaia/Jd. Adriana / SP - Metrô Armênia, 250 – GRU - Jd. Itapoã / SP - Metrô Penha,  555 – GRU - Jd. Adriana / SP - Metrô Armênia, que ligam as cidades de Guarulhos e São Paulo, relatam medo durante as viagens à noite no trecho das Av. Salgado Filho, Av. Jovita, Av. Nova América e Rua Corypheu de Azevedo Marques.

Segundo relato de alguns motoristas, que preferiram não se identificarem, contou que dois suspeitos armando com peixeira, estão assaltando os ônibus dessas linhas a partir das 21h, mas houve ocorrência entre 19h e 20h contou um dos motoristas. Essas linhas são operadas pela empresa Guarulhos Transportes do Consórcio Internorte, administrada pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transporte Urbano.

Os motoristas reclamam da falta de segurança, e contaram que exercem duas funções, além de dirigir o ônibus, realiza atividades de cobrador, o que facilita a ação dos criminosos. “A empresa demitiu todos os cobradores durante o ano de 2016 e instalaram a caixa do cobrador em cima do capo do motor do ônibus, fica muito fácil para os bandidos entrarem e assaltar” contou um dos motoristas.

Outro motorista conta que os criminosos são sempre os mesmos. “Há dois meses que começaram esses assaltos nessas linhas, são sempre os mesmos, sozinho ou em dupla, teve um colega que além de roubarem o dinheiro da catraca, roubaram seus pertencem e de todos os passageiros”. Ele ainda relata que a empresa não toma providência para trazer mais segurança a seus funcionários e são descontados de seus salários os valores roubados acima de 10 tarifas da linha.

A Justiça de São Paulo determinou nesta quarta-feira (11), a suspensão do reajuste das tarifas de ônibus administrada pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transporte Urbano.

A juíza Simone Viegas de Moraes Leme, da 15ª Vara da Fazenda Pública do Estado, ampliou a decisão do efeito da liminar concedida na última sexta-feira (6) pelo juiz Paulo Furtado de Oliveira Filho, que determinou a suspensão do reajuste da integração entre ônibus da capital e o sistema de Metrô e trens da CPTM.

Devido essa liminar, o governo do Estado já havia determinado a suspensão do aumento das linhas intermunicipais da área 5, que compõe as cidades do ABC Paulista.

Essa última decisão suspende o aumento aplicado nas linhas gerenciadas pela EMTU na Grande São Paulo, Corredor ABD, Baixada Santista, Grande Campinas e Campinas.

Segundo a STM – Secretária de Transportes Metropolitanos, que tomou conhecimento nesta quarta-feira (11), da ampliação da liminar que determina alteração das tarifas de integração do transporte metropolitano. A STM não foi citada ainda e tomará todas as medidas necessárias para cumprimento da decisão.

Já parou para pensar: Para onde vai ônibus quando ele saiu do sistema ou é baixado?

Hoje, na cidade de São Paulo, roda uma frota de ônibus estimada, aproximadamente, 15 mil ônibus, estando em operação em diversas áreas da Cidade, que são divididas por consórcios ou por região, transportando quase 3 bilhões de passageiros por ano.

Quando o veiculo chega à idade máxima para a operação (que é de 10 anos de uso), as empresas retiram o ônibus das linhas, para substituir outro mais novo, e assim poder continuar operando.

Os ônibus mais velhos são baixados (retirado de circulação) e são colocados a venda, que na maioria das vezes, passa ser utilizado para o transporte escolar ou para o Transporte Rural. Porém em alguns casos, pode ser transformado em restaurantes moveis, lojas, etc.

Os ônibus que não são vendidos, como é o caso dos articulados e biarticulados, na maioria das vezes, acabam indo parar em Lojas de Desmanches (Ferro Velho); para ser desmontados e as peça vendida, já que para o Transporte de alunos, esses carros não servem.

 Algumas empresas, ainda reutilização esses ônibus como carros de apoio, os Famosos “Tatuzão”

.

Já o  transporte escolar, adquire quase todos os tipos de ônibus, como os veículos com motores dianteiros e os traseiros.

 Nas cidades de Suzano e Itaquaquecetuba, na região do Alto Tietê, ônibus com o motor traseiro e piso baixo, são utilizados para o transporte na rede municipal de ensino.

Outra boa finalidade para os ônibus “baixados”,é serem transformados em lanchonetes ou restaurantes moveis, por seu grande espaço interno, podendo comportar uma cozinha de médio porte; onde podem serem feitos lanches, porções entre outros pratos.

Assim sendo, ao invés de ser chamado de Food Truck (Comida no Caminhão), passaria a se chamar: “Food Bus” (Comida no Ônibus).

Já o Transporte Rural é realizado em regiões onde a agricultura é mais forte, transportando os funcionários para as fazendas ou plantações.

Os ônibus que vão para essa aérea de atuação, acabam se deteriorando rápido, por conta de falta de manutenção interna ou externa. E nestes casos, o desmanche é fatalmente o “destino final”.

Assim todos os ônibus baixados do sistema têm o seu destino já pronto. Alguns têm ainda uma longa vida útil, continuado ainda em operação.

Em algumas cidades, ainda se pode ver carros com mais de 25 anos em operação

 

Série "ABRINDO O BAÚ" 

No final dos anos 80, mais precisamente em 1987, a Mercedes-Benz do Brasil renovou sua linha de ônibus urbanos monoblocos.

Monoblocos são veículos integrais, em que carroceria e chassi formam uma única estrutura, o que significa que um único fabricante dá conta da construção de todo o ônibus. O modelo anterior, o O-364, posteriormente rebatizado O-365 era finalmente substituído no segmento urbano, já que o mesmo já aconteceu no segmento rodoviário cerca de três anos antes.

A família O-371 surpreendeu pela sua modernidade e beleza, introduzindo uma série de inovações que as encarroçadoras acabariam incorporando logo em seguida, tais como letreiros de itinerário maiores, iluminação indireta do salão, bancos individualizados e com estofamento restrito á área de contato do passageiro com o banco, avisos de parada solicitada, entre outros. Uma peculiaridade desses carros é que as grandes luminárias podiam ser utilizadas para veiculação de publicidade e com fundo luminoso, o que acabou não acontecendo.

A Expresso MIRAMAR Ltda, tradicional operadora da cidade de Niterói era um histórico cliente da Mercedes-Benz e especificamente da solução ônibus integral (monobloco). Antes de adquirir o O-371, foi importante operador do O-362 e do O-364.

miramar nit06190 02

Em 1990 a MIRAMAR adquire doze carros O-371U. Inicialmente os carros rodaram totalmente brancos, na forma em que chegaram da fábrica, ostentando apenas a logomarca da empresa e o prefixo. Posteriormente receberam a pintura completa da empresa da época. A mesma havia sido modificada em 1989, substituindo outra que havia se tornado célebre no segmento e que será objeto de um próximo post (o suspense é indispensável nas série, caro leitor).

Os monoblocos O-371U da MIRAMAR operavam prioritariamente na linha 17 São Francisco (Lido) – Centro, a mais curta da empresa, com apenas 6,2Km em cada perna. Em algumas raras ocasiões operavam também na linha 32.

As fotos em questão foram batidas por mim em 1991, no ponto final em São Francisco, junto à Praça do Lido (o que motivava a denominação original da linha, quando seu número ainda era 33A).

Série "ABRINDO O BAÚ" 

Em 1992, por ocasião da Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente, realizada no Rio de Janeiro e mais conhecida como ECO 92, o Governo do Estado contraiu financiamento federal para adquirir novos ônibus para a empresa pública de transportes - a CTC-RJ.

O objetivo era empregar os ônibus no transporte do público entre os dois locais de realização do evento - o Riocentro (Centro de Convenções) e o Parque do Flamengo.

Foram adquiridos 125 monoblocos Mercedes-Benz O-371UG (versão com motores movidos a gás natural), que serão objetos de outro post (aguardem, toda série tem que ter suspense!) e 50 articulados Volvo/Ciferal, como o exibido na foto.

Os monoblocos atuaram na ECO 92, mas os articulados acabaram chegando depois do evento. Ao chegarem foram imediatamente designados para a Garagem Vila isabel (DEVIL), local da foto, que hoje abriga a quadra da escola de samba Unidos de Vila Isabel, e que originalmente era uma garagem de bondes.

Os articulados eram numerados de 100605 ao 100654. O chassi era o Volvo B58E e a carroceria não tinha nome. Trata-se de uma transição entre o Megabus, produzidos meses antes para a primeira frota de biarticulados brasileiros, de Curitiba-PR, e o bem sucedido GLS BUS. Apesar de terem sido adquiridos num único lote, os 50 carros não eram iguais. Os três primeiros da série (100605, 606 e 607) possuíam traseira do modelo Padron Rio (antecessor imediato do GLS BUS). Por se tratar de carros fabricados na transição dos dois modelos, os carros citados acabaram materializando a transição. Os demais 47 carros possuíam traseira idêntica aos Megabus curitibanos. Para o GLS BUS foi desenvolvida uma nova traseira. A CTC-RJ acabou operando um GLS BUS puro, re-encarroçado. Mas essa é pauta para outro post.

O carro da foto 100629 foi responsável por inaugurar as operações desses carros na linha 999 Charitas (Niterói) - Castelo (Centro do Rio). Além dessa linha os articulados Volvo operaram na linha 261 Marechal Hermes - Praça Quinze.

Com o fim da CTC-RJ, na administração estadual seguinte, os articulados foram leiloados e alguns foram arrematados por empresas paulistas. Operaram nas empresas REAL, no Vale do Paraíba e na E.A.O.S.A, de Santo André, inicialmente com sua própria pintura, e posteriormente com a padronizada da EMTU, a qual salvo sutis alterações, continua vigente.

A foto é de minha autoria.

Série "ABRINDO O BAÚ" 

Retomando a série sobre o Ciferal PADRON ALVORADA, apresentamos este exemplar de 1991, sobre chassi MBB OF-1315 da REAL Auto ônibus, tradicional operadora carioca que opera predominantemente linhas entre a Zona Sul carioca e área central da cidade.

Na ocasião a Ciferal fazia o acabamento de suas carrocerias no bairro de Cordovil, nas instalações anteriormente ocupadas pela encarroçadora CIRB. A REAL foi um expressivo operador do Padron Alvorada e cliente histórico da Ciferal, inclusive atuando como cliente lançador da carroceria sucessora do Padron Alvorada - o Padron Rio e do seu subsequente, o GLS Bus.

Bom, essa já história para outro dia...

Série "ABRINDO O BAÚ"

Em 1986, o Padron Alvorada, modelo com o qual começamos a série Abrindo o baú, sofreu as pequenas mudanças significativas. Nesse ano o pára-brisa foi ampliado, já inciando uma longa saga de pequenas alterações no design da carroceria. Nesta foto vemos um exemplar da Transportes Paranapuan, tradicional operadora carioca que leva o nome original da atual Ilha do Governador, localidade em que tem sua sede e onde opera a totalidade de suas linhas.

Cabe destacar que por muitos anos a PARANAPAUAN adquiriu ônibus urbanos com janelas em vidro fumê, prática pouco comum á época.

Outro aspecto interessante é que nesse ano a Prefeitura do Rio permitiu que as empresas ostentassem logotipos nas carrocerias, abolindo a obrigatoriedade de grafar o nome da operadora em um círculo semelhante a um carimbo postal.

Série "ABRINDO O BAÚ"
A edição de hoje é uma homenagem a Brasília, que em 21/04/2015 (Ontem) completou 55 anos.

Desta vez não tenho muita informação sobre o carro. Apenas posso afirmar se tratar de um CAIO VITÓRIA sobre chassi Scania S113. A empresa operadora era a SOL, já extinta.

A foto foi feita em 2004, no estacionamento do antigo Estádio Mané Garrincha, tradicional ponto de estocagem de veículos da frota urbana, uma consequência operacional da enorme pendularidade da demanda na Capital Federal.

Aos leitores a amigos de Brasília, novas informações sobre o carro da foto ou sobre a empresa SOL são bem vindas.

Vimos agradecer a todos que de maneira direta ou indireta contribuíram para mais uma edição da BusBrasil Fest, – pessoal da organização, apoio e, sobretudo, as empresas que mantiveram seus compromissos firmados durante o contato e que, gentilmente, marcaram presença no local, cedendo seus veículos e funcionários para contribuir com o registro de mais um capítulo na história do transporte coletivo.

Nós, dos bastidores, sabemos o quão árdua é a tarefa de se realizar um evento, qualquer que seja sua dimensão, em virtude de todos os desafios que se apresentam, tudo o que precisa ser feito, visto e revisto inúmeras vezes para que ocorra da melhor e mais transparente forma possível. São dias e dias de muita dedicação, trabalho (fardo não tão pesado já que o amor pelo ônibus prevalece sobre qualquer tensão, desapontamento) e também de muita alegria e muita satisfação, quando se começa a constatar a materialização daquilo que antes era apenas um sonho ou um projeto no papel.

A realização da BusBrasil Fest, ciente de que contar a história do transporte é também contar uma parte da história da cidade, foi uma especial possibilidade de contato entre as pessoas de diferentes visões e interesses acerca do transporte (pesquisadores, representantes, usuários, colecionadores, busólogos), pois, através dos mais variados modelos expostos (antigos e modernos), ofereceu a oportunidade de se acompanhar de perto a evolução do transporte, comparando e analisando as tecnologias desenvolvidas no design, na mecânica, no conforto e na segurança nas últimas décadas. Além disso, promoveu o diálogo direto entre representantes das empresas e usuários, oferecendo, a partir dos comentários coletados, uma avaliação mais precisa e exata dos serviços prestados por suas respectivas empresas.

Por isso, somos profundamente gratos por todo apoio e confiança dedicados a nós para esta audaciosa realização. Nosso muito obrigado a todas as pessoas que vieram dedicar um tempo precioso de suas vidas para prestigiar a exposição, enriquecendo ainda mais o evento com toda gama de conhecimento e experiências trocadas ao longo do dia. Obrigado também ao Secretário Municipal dos Transportes, Sérgio Avelleda, cuja presença e participação foram valorosas pelo destaque em seu discurso sobre mobilidade e a importância e a necessidade de uma reestruturação do transporte coletivo, a fim de ofertar um serviço com mais qualidade aos paulistanos.

Sinceros agradecimentos também à imprensa que fez a cobertura e com maestria apresentou matéria bastante esclarecedora dos objetivos do nosso evento.
É a junção de todos estes elementos que, com respeito, responsabilidade e seriedade garantem o sucesso de qualquer empreendimento. Pensando já, na viabilização da próxima edição, porque consideramos ser tema importante para um mundo em constantes mudanças, subscrevemo-nos,

 

atenciosamente,

 

Portal do Ônibus
Juverci de Melo das Neves
Dorival Nunes Bezerra
Mario Thadeu Andrade Botelho

Defesa do Trólebus
Marcos Galesi
Fábio Klein 


  Tivemos a exposição de particulares e empresas de diversas cidades brasileiras

Evento ainda contou com a presença de autoridades

irizarpb benfica 2016 01

Neste último domingo (29) de sol, o público que gosta de transportes pode conferir a 10º edição da BBF – BusBrasil Fest, evento que reúne diversos modelos e ao mesmo tempo conta a historia do setor.

Ocorreu entre as 11 da manha até as 18 horas, e contou com a presença de admiradores, busólogos, profissionais da área e até autoridades.

Foi o caso do Secretário dos Transportes e Mobilidade, Sergio Avelleda, que conversou com os presentes durante o início do evento, e postou vídeo ao vivo em uma rede social.apacheviplll delrey 25180 01

O acontecimento ocorreu dentro da normalidade. Segundo organizadores, o clima bom do evento foi graças ao espirito de união, liderança e trabalho de equipe.

O público presente ainda podia ver ou rever veículos rodoviários, urbanos, elétricos, e modelos clássicos, como o Mercedes Benz monobloco 1965, Mercedes Benz 0362 e Mercedes Benz 0364 ano 1981.

o321hl catirose 017 01

Fonte: Por Renato Logo - Diário do Transportes www.diariodotransportes.com.br

 

Por: ADAMO BAZANI

A BBF – Bus Brasil Fest, encontro de ônibus e admiradores do setor de transportes, foi remarcada para o dia 29 de janeiro, domingo, das 11h às 18h. O local permanece o mesmo, na Praça Charles Müller em frente ao estádio, com entrada franca.

O evento deveria ter sido realizado no último dia 11 de dezembro, mas devido a tragédia com voo da Chapecoense, a rodada do Campeonato Brasileiro do dia 4 foi suspensa e transferida para o dia 11, havendo partida no Pacaembu.

Empresas, profissionais de transportes e admiradores de ônibus e mobilidade em geral, terão uma oportunidade de se encontrar, discutir ideias, conhecer o passado, entender o presente e ter uma noção do que pode vir no futuro.

Diversas companhias das mais variadas regiões do país, principalmente do Estado de São Paulo, confirmaram participação.

No evento, devem ser expostos ônibus antigos que revelam momentos diferentes dos transportes, mas também veículos atuais e recém-aquisições das companhias.

É uma oportunidade também de as empresas estreitarem laços com os admiradores dos seus trabalhos e com a comunidade por meio de um contato mais informal e diferente.

Serão exibidos ônibus urbanos e rodoviários, soluções tecnológicas e de mobilidade.

 

Entre as empresas que devem participar estão:

  • Brasil Sul Viagens
  • Cati-Rose Transportes de Passageiros
  • Imperial Transportes Coletivos
  • Metra Sistema Metropolitano de Transportes
  • Sambaíba Transportes Urbanos
  • SPTrans - São Transportes
  • Suzantur – Transportadora Turística Suzano 
  • Transportes Santa Maria
  • Urubupungá Transportes e Turismo
  • Viação Garcia
  • Viação Gato Preto
  • Viação Santa Brígida

Fonte: Diário do Transportes - Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

 

10 bbf

Vídeos

Previsão do Tempo

Sao Paulo Brazil Cloudy, 18 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:13 am   |   Sunset: 7:31 pm
95%     22.5 km/h     31.290 bar
Forecast
DOM Low: 18 °C High: 22 °C
SEG Low: 17 °C High: 23 °C
TER Low: 17 °C High: 25 °C
QUA Low: 16 °C High: 21 °C
QUI Low: 15 °C High: 19 °C
SEX Low: 16 °C High: 25 °C
SáB Low: 16 °C High: 24 °C
DOM Low: 19 °C High: 23 °C
SEG Low: 18 °C High: 22 °C
TER Low: 17 °C High: 21 °C